Fisioterapeuta: apresente a Shantala para suas pacientes







 

Muitas fisioterapeutas que trabalham com fisioterapia em gestantes podem 'apresentar' a Shantala para as futuras mamães.

O médico francês Frederick Leboyer, em visita à Índia, via constantemente uma jovem mãe da periferia de Calcutá massageando seu bebê. O médico a acompanhou durante algum tempo e observou que seu filho, mesmo vivendo em condições precárias, se desenvolvia tão bem quanto nenéns mais abastados. Foi então que aprendeu a técnica e a trouxe para o ocidente batizando-a de Shantala, em homenagem à indiana. (Naquele país a atividade é corriqueira para as mães locais e não possui um nome específico).

Voltada para recém-nascidos, a Shantala consiste, basicamente, em movimentos lentos e suaves, além de compressões e alongamentos passivos por todo o corpo do neném, passando por braços, pernas, mão, cabeça, costas, barriga e rosto.

A criança deve ficar sem roupa e a mãe deve espalhar em suas mãos um pouco de óleo vegetal – sempre aquecido em banho-maria, para não alterar demais a temperatura do bebê.

É importante dar um bom banho no neném, tirando o excesso de óleo em seu corpo, depois para finalizar a massagem tocando partes que podem ser esquecidas durante a shantala, como a orelha.

É recomendável que a criança complete 30 dias de vida antes de começar a receber a massagem e todas as sessões devem ser iniciadas sempre com o bebê de frente para a mãe – ou para o pai. É essencial que haja troca de olhares no início da massagem. Faz parte do reconhecimento entre mãe-pai-filho", explica Adriana.

E se há idade certa para iniciar, para terminar não é bem assim. Segundo a fisioterapeuta, a shantala pode ser realizada até quando a criança aceitar o toque dos pais, sendo, inclusive, um ótimo "remédio" para aquela mais agitada ou a que têm ciúme do irmão mais novo etc.

A shantala também pode ser feita por outros familiares, mas como seu maior objetivo é fortalecer a relação com o bebê, o ideal é que os próprios pais a façam.

A técnica ajuda a aliviar as cólicas e a prisão de ventre; a regular o sono e, o choro; a acalmar o bebê; e a melhorar o seu sistema psicomotor. Porém, o maior benefício é a aproximação entre pais e filhos. Uma forte evidência disso é que muitas mães conseguiram vencer a depressão pós-parto praticando a Shantala. Com a massagem a depressão foi dando lugar ao amor", conta.

Por fim, deve-se levar em conta o fato de que a ação é rápida e barata. Pode ser realizada em cerca de 20 minutos e não exige materiais extras além de óleos e muito amor. A resposta é imediata.

Apresente a Shantala para a (o) sua (seu) paciente. Ela (ele) vai adorar!

 




Capacite-se em assuntos para atender melhor os pacientes:
  • Aprenda Kinesio Tapping Online
  • Cintura Pélvica: Principais alterações posturais e possíveis correções X estética do glúteo
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.