Fisioterapeuta: apresente a Shantala para suas pacientes


>



 

Muitas fisioterapeutas que trabalham com fisioterapia em gestantes podem 'apresentar' a Shantala para as futuras mamães.

O médico francês Frederick Leboyer, em visita à Índia, via constantemente uma jovem mãe da periferia de Calcutá massageando seu bebê. O médico a acompanhou durante algum tempo e observou que seu filho, mesmo vivendo em condições precárias, se desenvolvia tão bem quanto nenéns mais abastados. Foi então que aprendeu a técnica e a trouxe para o ocidente batizando-a de Shantala, em homenagem à indiana. (Naquele país a atividade é corriqueira para as mães locais e não possui um nome específico).

Voltada para recém-nascidos, a Shantala consiste, basicamente, em movimentos lentos e suaves, além de compressões e alongamentos passivos por todo o corpo do neném, passando por braços, pernas, mão, cabeça, costas, barriga e rosto.

A criança deve ficar sem roupa e a mãe deve espalhar em suas mãos um pouco de óleo vegetal – sempre aquecido em banho-maria, para não alterar demais a temperatura do bebê.

É importante dar um bom banho no neném, tirando o excesso de óleo em seu corpo, depois para finalizar a massagem tocando partes que podem ser esquecidas durante a shantala, como a orelha.

É recomendável que a criança complete 30 dias de vida antes de começar a receber a massagem e todas as sessões devem ser iniciadas sempre com o bebê de frente para a mãe – ou para o pai. É essencial que haja troca de olhares no início da massagem. Faz parte do reconhecimento entre mãe-pai-filho", explica Adriana.

E se há idade certa para iniciar, para terminar não é bem assim. Segundo a fisioterapeuta, a shantala pode ser realizada até quando a criança aceitar o toque dos pais, sendo, inclusive, um ótimo "remédio" para aquela mais agitada ou a que têm ciúme do irmão mais novo etc.

A shantala também pode ser feita por outros familiares, mas como seu maior objetivo é fortalecer a relação com o bebê, o ideal é que os próprios pais a façam.

A técnica ajuda a aliviar as cólicas e a prisão de ventre; a regular o sono e, o choro; a acalmar o bebê; e a melhorar o seu sistema psicomotor. Porém, o maior benefício é a aproximação entre pais e filhos. Uma forte evidência disso é que muitas mães conseguiram vencer a depressão pós-parto praticando a Shantala. Com a massagem a depressão foi dando lugar ao amor", conta.

Por fim, deve-se levar em conta o fato de que a ação é rápida e barata. Pode ser realizada em cerca de 20 minutos e não exige materiais extras além de óleos e muito amor. A resposta é imediata.

Apresente a Shantala para a (o) sua (seu) paciente. Ela (ele) vai adorar!

 

Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment