Calor piora casos de incontinência urinária







http://www.gestacaobebe.com.br/wp-content/uploads/2014/10/incontinencia-posparto.jpg

A incontinência urinária afeta 10 milhões de brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, e é considerada um câncer social, pelos danos que causa à autoestima da pessoa. A pessoa não consegue ter convívio social nem sexual. Acredita que está sempre cheirando urina, tem medo de sair de casa e passar por um sufoco. E essa situação pode sim causar uma depressão - porque ela acredita que aquilo não terá cura.

O calor torna mais difícil a vida de quem não consegue controlar a urina. Isso porque, com o consumo maior de água durante o período, torna-se mais recorrente a necessidade de ir ao banheiro. Outra questão é o cheiro forte, agravado pelas altas temperaturas e as roupas usadas durante o verão. Como a estação quente exige roupas mais leves e claras, fica mais difícil esconder em caso de alguma perda de urina.

Causas
Ao contrário da crença popular, a incontinência urinária não é uma consequência normal da idade, apesar do envelhecimento trazer alterações estruturais na bexiga e no trato urinário que podem favorecer o aparecimento da condição. O tipo mais comum é a Incontinência Urinária de Esforço (I.U.E.), caracterizada pela perda de urina ao rir, tossir ou em qualquer movimento ou esforço. A I.U.E. atinge exclusivamente mulheres e pode ocorrer por fraqueza do esfíncter e do assoalho pélvico, além de múltiplos partos ou queda do hormônio feminino após a menopausa. Já nos homens, a incontinência urinária está relacionada a procedimentos cirúrgicos na próstata, que podem afetar o funcionamento do esfíncter.

Tem tratamento
Engana-se quem acredita que a condição não tem cura. Nas mulheres, nos casos mais simples, é possível fazer fisioterapia ou usar radiofrequência para ativar a musculatura, entre outros tratamentos. Nos casos moderados a graves, há um procedimento cirúrgico para aplicação de slings, malhas que sustentam a uretra. Nos pacientes mais complexos, como homens que perdem o funcionamento do esfíncter após a prostatectomia radical, é possível substituir o esfíncter com uma operação, utilizando um esfíncter artificial .

A prótese fica totalmente contida no corpo e possui uma bombinha dentro do saco escrotal que permite ao homem liberar a urina quando tiver vontade. No restante do tempo, o esfíncter permanece fechado. A incontinência urinária grave atinge 10% dos pacientes com incontinência que, sem tratamento, precisam recorrer às fraldas. As terapias devolvem o conforto e autoestima do homem.

Tratamento para a Incontinência Urinária

Homens
Após retirada de próstata
- Cirurgia para aplicação de esfíncter artificial

Mulheres
Incontinência Urinária de Esforço
- Cirurgia para aplicação de sling

Bexiga Hiperativa
- Toxina Botulínica
- Neuromodulador sacral
- Medicamento
- Fisioterapia Pélvica



Capacite-se em assuntos para atender melhor os pacientes:
  • Aprenda Kinesio Tapping Online
  • Cintura Pélvica: Principais alterações posturais e possíveis correções X estética do glúteo
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.