Infecção urinária na gravidez


>



infecção urinária é uma das complicações mais comuns durante a gravidez, cerca de 10 a 20% das gestantes apresentam este problema. É preciso ficar atenta ao primeiro trimestre da gestação, período em que sintomas dessa alteração aparecem.

A Infecção urinária ocorre por causa da presença de glicose na urina da mulher grávida, que aumenta devido às alterações hormonais. Isso faz com que a uretra se torne um ambiente propício à proliferação de bactérias.

Outra complicação é que o hormônio progesterona relaxa os músculos da uretra, diminuindo a velocidade do fluxo da urina dos rins para a bexiga, isso aumenta os fatores favoráveis à proliferação de bactérias.

Os sintomas dos casos mais graves de infecção urinária são náuseas, vômitos, febre, urina turva com odor, calafrios e uma dor intensa na região dos rins.

É praciso saber que toxinas liberadas pelas bactérias do tipo mais grave de infecção urinária (nos rins) podem causar contrações do útero, levando ao trabalho de parto prematuro, abortamentos, hipertensão arterial, morte do bebê e até mesmo da mãe quando a infecção se torna severa e generalizada.

A infecção urinária durante a gravidez pode ser evitada com o pré-natal, essencial para que se tenha uma gestação saudável. Os médicos pedem exames de urina de três em três meses, diagnosticando a infecção urinária o mais precoce possível.

No dia a dia, algumas ações podem ser tomadas na intenção de prevenir a infecção urinária. Beber de 1 a 2 litros de água durante o dia é uma delas. Outra recomendação é ir ao banheiro com freqüência, não segurando o xixi quando a vontade vier, principalmente depois das relações sexuais.

É fundamental lembrar-sede cuidar da higiene pessoal, passando o papel higiênico de frente para trás.

O tratamento da infecção urinária pode ser feito com antibióticos indicados pelo médico para que não afete o desenvolvimento do bebê.
Infecção urinária na gravidez Infecção urinária na gravidez Revisado by Faça Fisioterapia on 09:56 Nota: 5