A Fisioterapia em Urologia e Uroginecologia consiste no tratamento de disfunções do assoalho pélvico como a incontinência urinária por esf...

Mitos e curiosidades sobre Fisioterapia na Uroginecologia







Aquaterapia

A Fisioterapia em Urologia e Uroginecologia consiste no tratamento de disfunções do assoalho pélvico como a incontinência urinária por esforço, incontinência urinária de urgência, incontinência fecal, obstipação, algias pélvicas além de disfunções pélvicas causadas por alterações neurológicas. A fisioterapia em uroginecologia também é indicada para tratar graus leves de prolapsos, como a popularmente conhecida, "bexiga caída".

Antes de iniciar o tratamento, o fisioterapeuta especializado nesta área deverá realizar uma avaliação minuciosa, além de reavaliações periódicas, e através destas, orientar, prevenir e tratar disfunções pélvicas em indivíduos de ambos os sexos.

O objetivo principal é readquirir o controle sobre a musculatura do assoalho pélvico, podendo contribuir para postergar e até mesmo evitar a necessidade de intervenção cirúrgica.

O tratamento engloba diversos recursos, como a cinesioterapia, biofeedback, estimulação elétrica, exercícios proprioceptivos, além de exercícios e orientações domiciliares, como o diário miccional. Estas disfunções costumam ser mais comuns em idosos, mulheres que se submeteram ao parto normal e pessoas que realizam atividades físicas de alto impacto. O tratamento consiste na realização de exercícios que associam contrações e respiração e as sessões duram 50 minutos.

Veja o video sobre Mitos e curiosidade sobre Fisioterapia na Uroginecologia:



Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

O curso Fisioterapia em Uroginecologia oferece ao profissional de fisioterapia conhecimentos sobre assoalho pélvico, fisiologia, incontinência urinária, cones vaginais, anatomia, fisiologia e muito mais. Clique aqui


Poste um Comentário

Faça Fisioterapia