Hidroterapia em Gestantes


>



http://www.amaralnatacao.com.br/wp-content/uploads/hidrogestante.jpg


O primeiro contato que eu tive com a Fisioterapia na Ginecologia foi uma paciente gestante, que chegou até a mim por causa das dores na coluna. Ela tinha entrado no segundo trimestre e as dores estavam incapacitando-a. E a hidroterapia foi a minha "arma" para conseguir reabilitar essa paciente.

A água além de relaxante é um meio onde os exercícios não reflete impacto devido a força de empuxo presente e é de fácil aceitação para o corpo.

As sessões começavam com uma caminhada dentro da piscina, que durava em média 5 minutos, e alongamento dos grupamentos musculares, completando assim 10 a 15 minutos de aquecimento; depois são realizados os exercícios direcionados ao fortalecimento de grupos musculares específicos, além de exercícios respiratórios e de reeducação postural. Essa segunda etapa dura em média 35 minutos. Ao final da sessão, deve ser feito também um relaxamento, que tem o objetivo de promover a estabilização das frequências cardíaca e respiratória, além de relaxar as musculaturas ainda sob alguma tensão, durando cerca de 10 minutos

Durante as sessões, o corpo todo da gestante é trabalhado (respeitando os limites fisiológicos da situação) no que refletirá em ganhos musculares, cardiorespiratórios e emocionais. Os músculos são exercitados de forma manter o seu trofismo e funcionar, através dos movimentos, como bomba de impulso para otimizar a circulação sanguínea e minimizar os edemas das pernas. O momento do parto é estudado e os movimentos são ensinados para que na hora, menos energia seja gasta e a concepção seja mais rápida. As posturas corretas são ensinadas bem como os padrões para respiração, isso minimiza as dores, principalmente, as lombares. Exercícios específicos para fortalecimento da musculatura interna do períneo também são realizados para manter o tônus, evitar lacidão e cirurgias no futuro.

Dvd de Hidroginástica em Gestantes

Os principais efeitos da prática de atividade física sobre o corpo da gestante incluem o alívio da sintomatologia dolorosa, como as lombalgias; a melhora da circulação de retorno, tanto linfática quanto venosa, auxiliando na redução dos edemas da gravidez; promove uma reeducação postural, já que a gestação altera a posição do centro de gravidade da mulher; melhora o tônus muscular e promove um maior relaxamento; melhora a função intestinal, pois a obstipação é uma queixa comum entre as gestantes; melhora o condicionamento do aparelho cardiorrespiratório; facilita o trabalho de parto, tornando-o mais efetivo e menos doloroso; promove uma recuperação mais rápida do parto, além de aumentar a auto-estima da gestante, proporcionando um bem-estar físico e emocional.

Para fisioterapeutas que desejam ter material para a fisioterapia na Ginecologia, recomendo o Cd de Fisioterapia na Ginecologia, com artigos e matérias sobre gestantes e outros assuntos.
Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment