Pós-parto exige cuidados especiais








O puerpério, como é chamado o período posterior a parição, vai do nascimento do bebê até 42° dia após o parto. Popularmente conhecido como "quarentena", esta é uma fase de mudanças radicais no corpo da mulher, já que todos os órgãos, principalmente os genitais, se recuperam das alterações que tiveram durante a gestação e o parto.

As transformações psicológicas também são intensas. Segundo o obstetra Domingos Mantelli Borges Filho, "o medo, a ansiedade, a insegurança de cuidar do bebê, além da reviravolta hormonal, podem deixar a mulher mais irritada e confusa. Por isso, o apoio e compreensão do papai nesse momento são fundamentais", explica.

Após o período gestacional, a mamãe precisa observar o sangramento vaginal, a situação das mamas, a contração do útero. E, o mais importante: ir a todos os retornos médicos solicitados. Alguns problemas que surgiram durante a gestação, como hemorróidas, varizes e azia, tendem a desaparecer, mas procure seu médico para saber os cuidados necessários.

Veja a seguir algumas dicas do obstetra Domingos Mantelli Borges Filho para a nova fase da mamãe:

Sangramento vaginal

Inicialmente vermelho vivo, torna-se gradativamente mais claro até ficar transparente. Desaparece entre quatro e seis semanas. A menstruação normal tende a recomeçar até 60 dias após o parto, em alguns casos demora um pouco mais devido à amamentação.

Amamentação

Esse é um momento muito importante para o desenvolvimento do pequeno.  O médico pode ajudá-la com dicas de como amamentar corretamente e sem dor. Ajuda bastante apoiar um travesseiro embaixo do bebê. Procure ficar com a postura ereta para não ter dores na coluna.

Na fase de amamentação, as mamães devem evitar tomar medicamentos, principalmente sem orientação médica, pois existem substâncias que passam para o leite e podem prejudicar o bebê. Se for necessário tomar remédios, peça orientação profissional.

Contrações uterinas

As contrações do útero são decorrentes da volta do órgão ao tamanho normal. Durante a amamentação, podem ficar mais elevadas, pois são provocadas pela estimulação dos mamilos que promove a liberação de ocitocina, hormônio responsável pela ejeção do leite.

Queda de cabelo

Pode ocorrer de três à seis meses após o parto. O uso de tinturas durante a gravidez contribui para agravar a queda. É indicado usar xampus suaves e penteados simples, até que os cabelos voltem à condição normal.

Incontinência urinária

O controle será readquirido com a ingestão de muito líquido e exercícios. O médico deve ser procurado caso o problema permaneça por mais de quatro meses após o parto.

Intestino preso

É normal permanecer a constipação intestinal da época da gravidez. Aos poucos, o intestino volta a funcionar normalmente. Ingerir alimentos ricos em fibras, como mamão, ameixa e gérmen de trigo, além de beber bastante água ajuda. Hemorróidas, acúmulo de gases e dificuldades para evacuar também são comuns, pela dor na região anal e pelo receio de que os pontos se abram. Se for o caso, o médico pode receitar laxantes.

Relação Sexual

O companheiro precisa ser compreensível nesse momento, pois além dos cuidados intensos com o bebê, a mamãe tem um tempo de readaptação do organismo e de cicatrização das regiões afetadas na cirurgia. A recuperação pode levar de 30 a 40 dias.

Com as alterações hormonais, é normal estar com a libido menos intensa e com a vagina ressecada. Por isso, as primeiras relações sexuais pós-parto devem ser mais cuidadosas. O melhor a fazer nesta fase é conversar com o parceiro, que deve ser compreensivo e paciente, dar apoio em tudo o que precisar, até o retorno à rotina normal de vida conjugal.

Fonte: Sempre Materna - UOL



Capacite-se em assuntos para atender melhor os pacientes:
  • Aprenda Kinesio Tapping Online
  • Cintura Pélvica: Principais alterações posturais e possíveis correções X estética do glúteo
  • Liberação Miofascial Instrumental MioBlaster (IASTM) + Ventosas

  • Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter

    Quer anunciar neste blog?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

    Quer sugerir uma pauta?
    Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

    Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.